"Faço de mim casa de sentimentos bons, onde a má fé não faz morada e a maldade não se cria."
Se não fossem as minhas malas cheias de memórias. Ou aquela história que faz mais de um ano. Se não fossem os danos, não seria eu.
Clarice Falcão. (via ordinaryhear-t)
Antes eu achava que todo mundo era meu amigo. Um dia, depois de muito sentir um gosto amargo e horrível na boca, descobri que muita gente queria me ferrar. Sim, as pessoas querem (e vão, me desculpa, mas vão) te ferrar. Tem amigo que não suporta te ver feliz. Tem conhecido que não aguenta ver o teu sucesso. Tem amigo que não gosta de ver que o teu relacionamento está dando certo. Tem parente que sente um ciúme trouxa. Tem gente que não sabe o que é gostar. Tem gente que não respeita nada. Acredito no seguinte: o olho das pessoas que gostam de você sempre vai brilhar quando alguma coisa boa te acontece. Se ele não brilha, meu amigo, há algo errado no paraíso.
Clarissa Corrêa    (via subnega-r)
Sim, ele era encrenca, das boas. Eu sabia o que estava fazendo, ele também: estávamos fazendo uma coisa errada. Mas gostei da luz, dos olhos dele. Gostei que estava me encantando, gostei de não poder me encantar e mesmo assim estar me encantando.
Tati Bernardi.     (via rehashh)
Você me completa e me transborda de todas as formas.
aventurador. (via imunidades)
Mas os olhos são cegos. É preciso buscar com o coração.
O Pequeno Príncipe    (via rehashh)

lluaraq:

Por @taisebbomfim ♡ #feitoporleitora #luaraq #lluaraq #luaraquaresma #luaraquaresmafrases

Não importa quantas moedas você joga na fonte, ou o número de dedos que você cruza. Se não é pra ser, não vai ser.
Caio Fernando Abreu.    (via impulsionou)
Não é questão de ser ignorante, é que um dia eu tinha que me valorizar. E esse dia chegou.
Allax Garcia.  (via romantizado)
Tem gente que pensa que escrever é juntar letras. Outros acham que é só ter um blog e, pimba, virou escritor. Os desavisados acreditam que é dom. Discordo. Escrever é não ter medo de se expor, remexer no fundo, sacudir os avessos, deixar de lado preconceitos, abandonar os pré-conceitos, não ter medo do que as pessoas vão pensar, é dar a cara a tapa, abraçar as palavras e ir até depois do fim. Muitas vezes é doloroso, pois no meio do caminho nos deparamos com nossas falhas e nossos defeitos mais empoeirados. Escrever é sacudir a poeira, espirrar, limpar tudo e tentar ficar bem.
Clarissa Corrêa.   (via romantizado)
FUTURASUICIDA ©